Nosso Blog

Muitas novidades estão acontecendo na Ignilife, eis aqui as mais recentes.

Inteligência emocional no trabalho: o que é e como desenvolvê-la

4 out 2019

Inteligência emocional no trabalho: o que é e como desenvolvê-la

No ambiente de trabalho, algumas competências são levadas em consideração no momento de selecionar os talentos que comporão a equipe. De forma geral, na decisão, o gestor deve optar pela melhor combinação entre habilidades técnicas e comportamentais. O grande ponto é que, com o passar do tempo, temos acesso a profissionais cada vez mais capacitados tecnicamente, mas nem sempre dotados de características como a inteligência emocional.

Para que o ambiente de trabalho seja saudável e harmonioso, é essencial investir nessa variável. Por isso, preparamos este conteúdo para você, com informações importantes sobre inteligência emocional e como desenvolvê-la no ambiente de trabalho. Se você quer saber mais, continue conosco e tenha uma ótima leitura!

O que é inteligência emocional?

A inteligência emocional é encarada pela psicologia como a capacidade humana de gerenciar suas próprias emoções em função de um objetivo. Isso abrange desde frustrações, raiva e estresse até entusiasmo excessivo ou uma obstinação que possa atrapalhar o restante da equipe.

Apesar de estar presente em todos os aspectos da vida, a inteligência emocional no trabalho é particularmente importante, pois é ele que permite que um profissional seja realmente produtivo, independentemente do ambiente a sua volta.

Qual é o seu impacto no ambiente de trabalho?

Controlar as emoções é importante não apenas no ambiente de trabalho, mas principalmente nele. Ela permite aprimorar diversos aspectos do dia a dia, como:

  • comunicação — aumenta a capacidade de ouvir e se comunicar de forma assertiva e calma;
  • estabelecimento de limites — ajuda a esclarecer os limites na relação com os outros, sem ofensas ou ataques;
  • decisão — fica mais simples basear as decisões em informações e não em conexões emocionais;
  • trabalho em equipe — aproxima as pessoas de uma maneira positiva e colaborativa;
  • clima organizacional — reduz as alterações de humor e o descontrole emocional, melhorando o clima da equipe;
  • problemas interpessoais — elimina as intrigas e fofocas provenientes de algumas emoções passageiras.

Como desenvolver inteligência emocional no trabalho?

Para desenvolver essa característica, é importante apostar em alguns aspectos. Confira!

Conheça suas emoções

O primeiro passo para desenvolver a inteligência emocional no trabalho é conhecer suas próprias emoções e gatilhos mentais. Assim, fica mais fácil entender o que o tira do sério, por exemplo, ou deixa você instável.

Fortaleça sua autoestima

Ter respeito e cuidado pela sua saúde emocional é outro aspecto importante. Isso é útil para evitar que você entre em um loop de emoções negativas, que vão interferir no seu bem-estar.

Pratique a empatia

Ter inteligência emocional também diz respeito a reconhecer e respeitar os sentimentos e emoções dos outros. Por isso, é preciso exercitar a habilidade de se colocar no lugar das pessoas para entender seu ponto de vista.

Como a inteligência emocional afeta os resultados?

Como você viu, a inteligência emocional no trabalho é bastante relevante. Ela tem a capacidade de afetar indiretamente os resultados. Por melhorar as relações interpessoais, ela ajuda a regular a convivência na empresa, tornando as equipes mais engajadas e colaborativas. Por consequência, a rotina de trabalho se torna mais agradável e motivadora.

A motivação e as boas relações contribuem para uma melhor produtividade. Além disso, equipes emocionalmente inteligentes conseguem tirar um melhor proveito da diversidade e também das adversidades. Assim, quanto mais diversificado for o grupo de trabalho, mais a empresa tem a ganhar e os profissionais também.

Outras habilidades acabam sendo desenvolvidas com a inteligência emocional, como a capacidade de liderança e negociação, por exemplo. Elas são essenciais não só para o ambiente interno, mas também para melhorar a forma como os stakeholders percebem o negócio.

Agora que você já viu o quanto a inteligência emocional no trabalho pode promover resultados melhores, não deixe de continuar aperfeiçoando suas habilidades. Fique por dentro da importância da saúde mental no trabalho!